25 agosto 2014

Henderson Horse Farm - Incidente de 1993


Henderson Horse Farm, localizada fora de Tryon em Polk County, Carolina do Norte, foi situada em terras de propriedade da família Henderson desde meados dos anos 1800. Em 1953, a fazenda foi adquirida e gerida por Ted Wilcox Henderson (41 anos), Judi Henderson (esposa, 36), e Tracy Henderson (filha, 6). Na manhã do dia 15 de junho, vizinhos chamaram a polícia local reclamando de gritos e sons de arma de fogo provenientes da propriedade.

O xerife Clint Denterman (54 anos) e dois delegados, Dan Parks (24 anos) e Chris Belas (33 anos), chegaram à fazenda 8h34 da manhã. Eles descobriram que os cavalos no estábulo tinham sido dilacerados, "quase como se fossem atacados por animais selvagens." Dentro da casa principal, relatórios declararam a presença de sangue fresco em toda a sala de estar, cozinha e corredor. 

Ted Wilcox Henderson foi encontrado no quarto, barricados atrás de móveis. Ao lado dele estava o corpo de sua esposa, morta por um tiro de espingarda no peito. Ted ainda tinha a arma em suas mãos. Dan Parks foi citado como tendo reportado:

Ted estava apavorado, seu olhar era distante. Ele parecia não perceber que estávamos na sala. Perguntamos que aconteceu. Onde estava a sua filha. Mas ele não respondeu.”

Ted foi acusado pelo assassinato de sua esposa. No entanto, devido ao seu estado catatônico, ele foi internado no Hospital Mental Jenkins em Sandy Plains, Polk County. Ted ficou em um estado catatônico por mais de três anos. No terceiro aniversário do assassinato, Dr. Dauton em 15 junho de 1956 referiu-se a um "sujeito magro... terno... olhando para mim..." que tinha assassinado tanto Judi Henderson quanto sua filha Tracy. Ted disse que Judi pediu-lhe para matá-la, e sentiu que ele tinha "salvado-a" ao fazê-lo. No entanto, depois de lamentar por ter sido incapaz de impedir o "homem magro" de fugir com sua filha, Ted começou a "bater seu rosto várias vezes" na tabela de aço em que ele estava sentado, tendo que ser contido e sedado por enfermeiros do hospital. Menos de sete horas mais tarde, aproximadamente às 03h00 do dia 16 de julho, Ted foi encontrado morto em seu quarto depois de aparentemente escapar de suas restrições e mastigar seu próprio punho, cortando a artéria ulnar e sangrando até a morte. O corpo de Tracy Henderson nunca foi encontrado, no entanto, uma fotografia tirada cerca de uma semana antes do incidente Henderson Farm mostra o que parece ser um homem de terno em pé na frente dos estábulos, que alguns afirmam ser o "Slender Man".

Abaixo uma gravação feita pelo Dr. Dauton em 15 de de junho de 1956 às 20h30:




DAUTON: Ok, Ted... Vá em frente. 

TED: (quase sem fôlego) Sobre aquilo? Estou seguro? 

DAUTON: Sim, você está seguro. Agora me diga o que aconteceu naquela noite. 

TED: Os cavalos... cavalos agindo como se... os cavalos... 

DAUTON: Vá em frente.

TED: F... fui lá... mortos... todos mortos... os olhos... não.... sem olhos 

DAUTON: O que você viu? 

TED: Cor... corri para dentro... tinha uma arma... Tracy chorando... Judi gritando... r... correu para eles... Ele estava com eles... estava segurando-os... 

DAUTON: Quem estava as segurando? 

TED: Cara magro... terno... olhando para mim... Judi gritando... atire em mim... ATIRE EM MIM ATIRE EM MIM! 

(Ted começa a gritar por um período, em seguida, bate as mãos sobre a mesa) 

DAUTON: Você atirou na Judi? 

TED: a salvei... salvei... 

DAUTON: Você atirou na Tracy? 

TED: Não... Ele foi atrás de mim... Eles foram atrás de mim... atirou neles... atirou neles... continuar atirando... Tracy... deixe Tracy ir... DEIXE ELA IR! 

(Ted começa a gritar e tem um ataque, de repente começa a bater o rosto na mesa de aço. Dois serventes pegam Ted e Dr. Dauton injeta nele alguns calmantes.) 

FIM DA FITA

Nenhum comentário:

Postar um comentário