30 dezembro 2013

Retrospectiva 2013 - O Melhor do Ano


Para finalizar o ano eu e meu amigo Leon (também adm do blog) selecionamos os 3 melhores posts de suas respectivas categorias (Game, Videos, Creepys, Slender Theory etc). Algumas categorias podem não possuir mais de 3 posts, dessa forma serão aqui apresentados 2 ou 1. Há também aquelas categorias que não estarão no post.



A Lenda:



Creepypasta dos Fãs:

▸ Cara de X


Relato dos Fãs:



Creepypasta:



Criaturas:



Especiais:



Game:



Habilidades:



Slender Theory:



Slender The Arrival:



Vídeos:



Como podem ver, esse ano foi cheio de posts bons e interessantes. Houveram aqueles que não tiveram grande destaque, mas não deixam de ser importantes ou informativos de certa forma. Ainda há uma certa dúvida em dar continuidade ao blog em 2014 pois não temos um grande público nem colaboradores que divulguem o blog. No entanto, caso continue iremos trazer novas informações e posts, é claro, relacionados ao Slender Man e seu complexo universo. 

Para incentivar nosso trabalho, pedimos que siga o blog, compartilhe os posts e comente o site com seus amigos. Curta a fanpage, comente e compartilhe. Tudo isso será de grande ajuda e nos dará expectativas sobre o crescimento do blog e sua continuidade.


Agradecemos a todos que nos ajudaram nesse ano e desde a criação do blog. Esperamos que mais pessoas conheçam e gostem do blog. Obrigado a todos e um feliz 2014.

24 dezembro 2013

SlenderMan's Christmas - Um Conto de Natal

O post de hoje é um conto escrito por mim relacionado ao natal. Para acompanhar a leitura estarei disponibilizando uma música. 
Lembre-se, plágio é errado, então caso resolva postar esse conto em seu site ou blog coloque fonte. 
Boa leitura.
_____________________________________


A neve caia sobre as árvores e preenchia o vazio escuro daquela noite. Era de se admirar a relação entre a neve branca e pura e a noite escura e negra. Ambas pareciam possuir uma sincronia significativa naquela noite. Mas era de se compreender, afinal, era natal. As pessoas permaneciam em suas casas decoradas enquanto trocavam presentes e celebravam juntas a alegria contagiante daquela data. Confortáveis sob seus tetos, elas se sentiam seguras. Não havia preocupações para elas, mas para Megan era diferente...
Ela não possuía moradia nem família. Seus pais e seu irmão mais novo haviam morrido num incêndio a um ano atrás, nesta mesma data, no natal. Ela fora criada pela rua, mas não como as outros que de alguma forma passaram pela mesma desgraça, ela havia aprendido a sobreviver na simplicidade, sem precisar se prostituir como outras garotas de sua idade. Mas ainda sim, não era uma vida desejável.

Mas como fora dito, não foi sempre assim, ela já teve família, já foi amada e amou. Entretanto, uma maldição caiu sobre sua família. Aqueles que ela mais amava foram queimados por seus descuido. E seu inocente irmãozinho, era de quem mais sentia remorso, pois com razão, se culpara pelo acontecido. Megan havia tido uma discussão com seus pais naquela noite, uma discussão por causa se seu irmão. 
Ela reclamara que não podia ir a uma festa de natal com seus amigos. Seus pais diziam que o natal é uma época familiar, mas Megan queria "fugir" de todo esse conforto familiar para aproveitar o noite com seus amigos. Nervosa, ela não hesitou em fugir e ir para a festa. Seria só um pouquinho, só enquanto seus pais estivessem fora buscando suas tias, pensou consigo. Voltaria antes que chegassem. No momento em que pensava, ela estava colocando o peru no forno. Daria tempo de assar o peru sem queimá-lo. Ela então pegou uma jaqueta e saiu nas pressas. Chegando a tão desejada festa, foi ao encontro de seus amigos. Como só tinha 15 anos, não podia beber, então apenas conversava e se divertia, e nesse momento de diversão acabou perdendo a noção de tempo. Se esqueceu do peru e da volta de seus pais. Até que uma de suas amigas perguntou por seus pais querendo saber se estes estavam bem. Ela então arregalou seus  olhos e em total espanto correu para sua casa esperando que não houvesse ficado tarde demais. Ao chegar, se deparou com um caos. Vizinhos corriam, sirenes soavam intensamente e sua casa estava em chamas. O desespero possuiu-a, ela estava estupefata. Mas entrou em total depressão quando um de seus vizinhos a reconheceu e contou o que havia ocorrido. A vizinha contou que os bombeiros disseram que a casa havia pegado fogo pois um peru havia queimado dentro do forno, assim, gerando o fogo. E seus pais, seus pais com quem havia brigado, chegaram antes dela e foram tomados pelo fogo.
Totalmente insana, ela correu, correu enquanto litros de lágrimas percorriam sobre seu rosto. Ela correu até uma floresta próxima de onde morava e se encostou numa árvore caindo aos poucos na neve. Ela chorava e lamentava. Começou então a gritar, gritar tão alto que provavelmente o quarteirão inteiro pode ouvi-la. Silenciou-se e então deitou-se na neve fria. Depois de muito lamentar e pensar, ela adormeceu. Quando acordou, ainda estava tomada pela culpa e sabia que dali em diante seria diferente, queria viver isolada para tentar esquecer tudo. 

Naquele dia de natal, completava-se um ano desde que o acidente ocorreu. Mesmo depois de tanto tempo sobrevivendo e tentando esquecer, ainda possuía fragmentos em sua mente do acontecido, fragmentos que ainda a atormentavam. Enquanto caminhava pela neve e mais uma vez se sentia estranha, achou um passarinho ferido. Ele estava muito abatido e sofrendo. Não havia outra escolha a não ser matá-lo e acabar com tudo aquilo. Mas não era tão fácil, Megan já havia presenciado a morte uma vez e mesmo que desta vez fosse uma pequena e frágil criatura não queria matá-la. No entanto, era precisa, não havia escolha. Mais uma vez lamentando, ela pegou uma pedra maior que a ave e bateu com todas as suas forças em cima dela. Ela então sentou-se e começou a chorar. Não entendia como isso pode acontecer com uma criatura tão bela é frágil. Ela ainda podia ver os brilhantes olhos do passarinho que declaravam seu sofrimento. Não gostava da morte, aliás, quem gostava?

- Sera que se eu morrer estarei livre de tudo isso? - falou para si mesma - A única forma é o suicídio, mas isso me condenaria a um sofrimento ainda maior.

Levantou-se então e enxugou suas lágrimas e voltou a caminhar, sem rumo. Queria acabar com tudo isso, não suportava mais. Para que viver sem motivo? Não valia a pena.
Começou então a se sentir observada. Já havia se sentido assim outras vezes devido ao fato de que passou a habitar a floresta que por motivos desconhecidos era muito misteriosa.Começou a caminhar mais rápido, mesmo sem ter para onde ir. Isso durou até que avistou um homem alto e vestido em um terno preto como a noite. "O que um homem tão bem vestido estaria fazendo ali naquela noite?", pensou consigo. Temeu e deu uma breve recuada imaginando que poderia ser um estuprador ou um maníaco, talvez até mesmo um assassino. Quem dera fosse um assassino, poderia matá-la e acabar com tudo isso. Deveria arriscar? O que teria a perder? Já havia perdido tudo mesmo. Ela então foi ao encontro do homem alto. Enquanto se aproximava notou que ele não era um homem comum, não possuía rosto. Ainda que espantada, continuou a se aproximar. Era como se ele a chamasse e ela não podia resistir. Megan não só queria que tudo acabasse como também pela primeira vez em um ano não se sentiu sozinha. Por mais estranho que pareça, sentiu´-se tão confortável que abraçou o "homem".

- Acabe com tudo isso, por favor... - Disse enquanto mais uma vez voltou a chorar.

Surgiam estranhos membros atrás do suposto homem. Os membros ficaram nítidos e revelaram-se ser uma espécie de tentáculos. Eles então atravessaram o corpo de Megan que pensava apenas em encontrar seus pais e mais uma vez ficar junta deles. O tentáculo que atravessou seu corpo fora retirado pelo próprio homem. Ela caiu sobre a neve branca e pura. Olhou para o homem e deu um último sorriso. O homem observou-a por um tempo, até que recuou de volta para as árvores e retornou para escuridão 


19 dezembro 2013

Zero Hour - Um Jogo de Cartas Baseado no Slender Man


Zero Hour é um jogo de cartas de 2-6 jogadores baseado na lenda do Slender Man. O jogo consiste em um grupo de crianças tentando sobreviver em um cenário repleto de criaturas sombrias e com um "vilão" chamado de The Pale One (popularmente conhecido como Slender Man). As crianças devem permanecer sãs até o amanhecer. Quem conseguir chegar ao dia seguinte com mais pontos de sanidade ganha.


A regra é um pouco mais complicada do que parece, porém, faz com que o jogo se torne mais imersivo e realista. Além dos atributos de Sanidade e habilidades de escape, cada card de criança, conta com uma característica singular da personalidade da mesma, o que adiciona emoção na brincadeira.

Além dos cards de criança, temos os cards de tempo, que serve para marcar os turnos de "hora em hora" , até o amanhecer. Temos também cards de crianças "especiais", ou "gifted" como são chamadas. Essas, além de ter um alto nível de sanidade, ainda possuem habilidades especiais de, por exemplo, absorver o dano das criaturas, desviar de ataques e até mesmo, direcionar os ataques para outra criança.

Por enquanto, devemos esperar pelo lançamento e torcer para que traduzam para o Brasil.


Acompanhe mais informações clicando aqui.



Fonte: Guia do Geek

14 dezembro 2013

Sanatório do Slender Man

4 de Setembro de 2005
-----------------------------------

Nome: James Green
Idade: 37
Altura: 1,85m
Peso: 75 kg
Sala: 331
Motivo da Internação: Alucinações, golpes auto-infligidos e pensamentos de suicídio 


5 de Setembro de 2005
-----------------------------------

Sujeito não está mostrando pensamentos de suicídio ao que é visto pela câmera ou quando há um agente de segurança na sala. Ele fala consigo mesmo a cada momento e então diz "Ele vem", não sabemos o que ele quer dizer com isso, mas nós imaginamos que seja apenas um pesadelo que ele tem às vezes.

Ele nos disse que está sendo vigiado por um homem com longos braços e pernas tortas de uma forma anormal e descreve-o como um homem alto vestindo um terno agradável com uma gravata preta e camisa branca por baixo, ele diz que o homem não tem características faciais e diz que ele tem algum tentáculos vindos de suas costas. Me irrita quando ele nos diz isso, mas eu acho que uma vez que ele está em suas medicação são apenas os sintomas de falar.

1 de Outubro de 2005
-----------------------------------

Nós estamos atualmente colocando o sujeito em terapia pois  a medicação não está ajudando-o, noite passada podíamos ouvir gritos vindos da sua cela e ruídos rosnando seguido por um grito, mas não era a parte mais assustadora da noite, ele relatou o mesmo homem que ele descreveu no mês passado, mas desta vez o homem estava em sua cela de tocando-o e jogando-o ao redor da sala como uma espécie de ragdoll.

Claro que não acreditamos nisso até que... vimos essa marca em suas costas. Era uma marca negra estendeu por toda sua volta. Nós lhe perguntamos "O que diabos estava acontecendo na noite passada?" mas não houve resposta dele ele continuou murmurando as palavras "mm.emama .. man ... sle .. nder. ma .. man.a.man.".

2 de Outubro de 2005
-----------------------------------

O sujeito escapou! De alguma forma, ele saiu de sua cela no meio da noite e correu para as casas na cidade, nós esperávamos que ele não chegasse a tanto, e enviamos um casal de policiais e três cães de polícia para procurá-lo. Procuramos por algumas pistas sobre como ele poderia ter escapado e o que nós encontramos era enervante e de rasgar o coração, a porta de sua cela foi jogada através do outro lado da sala, o quarto estava coberto de sangue, e haviam algumas marcas estranhas no teto!

16 de Outubro de 2005
-----------------------------------

Hoje os corpos de dois dos policiais que nós enviamos no outro dia foram encontrados em um beco com um cachorro mutilado, e um vídeo foi encontrado por um dos oficiais. Isso foi o que encontramos, "o sujeito está correndo para o beco, nós estamos correndo atrás dele" com mais de um minuto de vídeo o som parou e a tela ficou preta,


"Certo, nós estamos no beco chamando reforços."

Naquele momento, os dois policiais ouviu um rugido.

"O que diabos foi isso?"

"Hey, viu esse rugido?"

"Si... sim senhora"


"Ahhhh! Merda olhe lá para o sujeito! Puta merda que porra é aquela atrás dele?"

"Merda merda .. Atire a maldita coisa Johnson"


"Puta merda eu estou sem munição"

*tiros da arma da oficial do sexo feminino

"Porra, porra... puta merda dispare! Atire!"

"Foda-se a chamada de reforços..."

"Puta merda Johnson, olhe atrás de você!"

"O quê? AAAAAAAAAAAAAAAAHHHHH!"

*grunhidos e rugidos

"Merda, merda... AAAAAAAAH!"


A policial foi atirada ao lixo e o outro foi rasgado.

17 de Outubro de 2005
-----------------------------------

Até hoje não sabemos o que aconteceu com o sujeito que escapou do asilo, e até hoje não sabemos o que atacou os dois policiais. Nós ainda estamos procurando por informações sobre este homem magro.






Veja também: The Slender Asylum
Fonte: Creepypasta Wiki


06 dezembro 2013

Xbox Live Ganha Jogo Indie Semelhante a Slender: The Eight Pages


White Noise: A Tale of Horror (em livre tradução "Ruído Branco: Um Conto de Terror") é um jogo indie semelhante a Slender: The Eight Pages que foi desenvolvido para Xbox. 

Situado na zona rural do norte da França o jogo tende a criar uma criatura muito diferente do Slender Man que conhecemos, uma versão "nua" que na minha opinião tem uma certa semelhança com o Rake devido ao seu físico. A criatura não possui olhos, mas tem uma boca larga e grande.

Estátua representando a criatura.

Criado pela Milkstone Studios, o jogo possui 2 versões, "White Noise: A Tale of Horror" e "White Noise: Online". Ambas não possuem muita diferença, apenas o fato de que [obviamente] uma delas permite jogar no modo online, o que facilita a busca pelos gravadores. Assim como em Slender: The Eight Pages, haverão 8 objetos para serem coletados, no caso fitas.


Ao que parece, o jogo começou com apenas 4 e logo passaram a existir 14 personagens para serem desbloqueados e escolhidos. Cada personagem parece ter um diferente atributo como correr mais rápido, possuir uma lanterna melhor etc. Infelizmente, não consegui outras informações sobre eles. (Clique aqui para ver um vídeo mostrando todos eles)
Juntamente com a diversidade de personagens, também há mapas para diferentes trajetórias.


Esta é basicamente uma versão do jogo Slender, só que para Xbox. Isso o torna interessante pois muitos dos jogos com esta jogabilidade são apenas para computador e desta vez um destes jogos ganhou espaço no universo do Xbox.
Infelizmente não entendo muito desse "Universo do Xbox" e dessa forma não sei ao certo como baixar o jogo. Pelo que sei, ele só esta disponível na Xbox Game Store americana. (Clique aqui para ver)


02 dezembro 2013

Diário de David

13 de Junho de 2008
Charlotte disse que diários aliviam o estresse, e retem as memórias. Ela sempre tem um novo modo de me fazer sentir que eu tenha algum tipo de doença mental. Ela disse que vai ler o diário por algumas semanas para ter certeza que eu realmente escrevi. Bem rude se você me perguntar, eu não acho que ela goste que eu leia coisas em seu diário... Ela o guarda. Mas você sabe o que falam, "Mulher feliz, Vida feliz" então eu acho que vou fazer o que ela manda.

15 de Junho de 2008
Bom, eu ganhei uma estrela dourada graças ao meu primeiro relato no diário, então acho que estou fazendo alguma coisa boa... Desta vez. Então acho que eu devo escrever o que aconteceu hoje... Bom Cheyenne, nossa filha, veio para casa falando de seu dia com minha mãe. Mamãe adora levar ela para tomar sorvete. Ela também falou de seu novo amigo que ela conheceu brincando na floresta. Não gosto que ela vá pra lá sozinha... Ela disse que queria ir à casa de seu novo amigo ali do lado. Talvez eu possa realmente ter algum tempo sozinho para brincar com meu amigo especial! (Se é que vocês entendem) 

16 de Junho de 2008
Dormi com Charlotte depois de duas semanas, tenho que dizer, se existe essa coisa de aliviar estresse, tem que ser tipo isso. Cheyenne vai chegar em casa em algumas horas então é melhor eu me vestir, não quero que ela fique assustada! A primeira vez que vi meu pai pelado foi quase um trauma, tem algumas coisas que crianças não podem ver.

20 de Junho de 2008
Hoje Cheyenne veio para a cama com a gente pela primeira vez em cerca de cinco anos. Ela disse que os monstros que ela vê pela janela estão tentando pegar ela. Mas ela só tem oito anos, então o que você faria, certo? Eu acho que eu tinha medo de monstros aos nove, então acho que não é nada fora do normal.

21 de Junho de 2008
Cheyenne não está comendo muito ultimamente, e ela está meio pálida. Tentei falar com ela mas ela diz que está bem. Minha mãe deve estar vindo busca-lá logo logo. Talvez ela consiga falar com Cheyenne.

22 de Junho de 2008
Minha mãe está preocupada com Cheyenne, disse que ela não está agindo normalmente. Charlotte acha que ela deve ir para o psiquiatra... Não podemos gastar dinheiro agora. Mas se é para ajudar nossa filha, acho que tudo bem.

24 de Junho de 2008
Bom, Cheyenne não está indo bem no psiquiatra. Ela fala com dificuldade, e quando fala, fala sobre um monstro que vê pela janela. O psiquiatra acha que é algum tipo de transtorno causado por algo traumático que ela passou. Ele perguntou para Charlotte se nós brigamos ou coisa do tipo. Ele obviamente não sabe que tipo de homem simples eu sou...

26 de Junho de 2008
Cheyenne não quer mais dormir em seu quarto, ela diz que quando vai dormir o “Homem Árvore” fala com ela. Eu espero que ela fique bem logo, não consigo nem mesmo “brincar” com minha mulher quando tem uma criança na cama.

2 de Julho de 2008
Bom já faz muito tempo e Cheyenne só piora. Agora ela não fala mais nada, ela só fica sentada na sala encarando a janela, ela não dorme mais em seu quarto, e ela sempre nos acorda gritando, não consigo mais dormir o bastante para trabalhar, e meu chefe disse que se eu não melhorar ele vai me demitir. Essa situação está uma verdadeira merda!

4 de Julho de 2008
Nas últimas noites ás 3 da manhã Cheyenne nos acordou gritando de novo, batendo na porta, ela não fala, só chora. Me cansei, peguei meu bastão no canto da cama e fui para o corredor. Sua janela estava aberta e sua cama estava no meio do quarto. Olhei pela janela e nada estava lá. Algum filho da puta deve ter tentando sequestra-lá, liguei para a polícia, disseram que não acharam nada que podia provar a entrada forçada... Eu juro que se tivesse visto ele, teria arrancado cada um de seus ossos.

5 de Julho de 2008
Cheyenne falou pela primeira vez depois de dias. Ela disse que o homem árvore não gosta dela se escondendo dele. Tentei fazer ela falar mais, mas ela não quer falar desse tal de “homem árvore”. Ela disse que ele só queria brincar, não gostei nada disso, talvez Cheyenne deva ficar com minha mãe por um tempo após isso que aconteceu no quarto, não gosto da ideia de ter algo com ela sem eu saber.

6 de Julho de 2008
Mamãe levou Cheyenne hoje para sua casa, espero que ela consiga mais informações.

8 de Julho de 2008
Mamãe ligou na última noite, e disse que Cheyenne está bem estranha, eu contei para ela sobre o psiquiatra e tudo, mas de qualquer jeito ela me veio com um sermão de como cuidar bem dos filhos, eu amo muito minha mãe, mas tem horas que ela enche muito o meu saco. Instalei um sistema de segurança na casa hoje, então espero pegar qualquer coisa estranha que decidir invadir.

9 de Julho de 2008
O alarme tocou às 3 da manhã na última noite, quando fui ver não tinha nada, não sei o que está acontecendo, mas não estou gostando nada disso.

10 de Julho de 2008
Quando estava descendo as escadas hoje achei um dos desenhos de Cheyenne na porta da frente, não sei como ele chegou até aqui, só sei que eu não botei isso aqui, Charlotte também não... Estou pensando que nós precisamos nos mudar.

12 de Julho de 2008
Cheyenne voltou hoje, ela parece ainda pior do que antes, minha mãe disse que ela não quis fazer nada o tempo todo, só sentou no sofá resmungando sobre um tal de “Homem Árvore”.  Não sei mais o que fazer, e estou começando a surtar.

13 de Julho de 2008
Ontem fiquei no quarto de Cheyenne para esperar esse tal de Homem  Árvore que ela fala tanto. Mas uma coisa muito insana aconteceu. Eu estava quase apagando quando eu ouvi um som muito alto parecendo com estática, estava vindo de uns do walkie talkies de brinquedo da Cheyenne. Tirei as baterias e botei no lugar de novo. Depois de 20 minutos eu ouvi o som de novo, mas agora tinha uma voz... Não pude ouvir muito com a estática, eu olhei para fora da janela e tinha... Uma coisa em pé ali, aquilo não era normal, tinha braços muito longos, tipo pernas de aranhas, não pude ver seu rosto, parecia que ele não tinha rosto... Eu acordei no sofá hoje, seria tudo isso um sonho? Não sinto isso... Acho que tenho que maneirar no caril.

15 de Julho de 2008
Cheyenne não acordou essa manhã, ela está respirando, mas ela não acorda, levamos ela para o hospital, disseram que ela está em coma... Por que isso está acontecendo conosco? O que eu fiz para merecer isso!? O médico disse que ela vai ficar bem, mas eu meio que não gosto muito disso... Não sei mais o que fazer.

16 de Julho de 2008
Fui demitido hoje, meu chefe disse que eu era muito irresponsável, Charlotte disse que ela pode trabalhar com o pai até eu arrumar outro emprego... Não sei o que fazer comigo.

17 de Julho de 2008
Os médicos ligaram hoje e falaram que Cheyenne está melhorando, mas eles não sabem o que tem de errado com ela... Eu vi a coisa de novo hoje... Estava em frente a porta do quarto de Cheyenne, olhando para mim, apenas parado ali, Charlotte não acredita em mim, ela diz que estou exagerando. Eu sei o que eu vi,  não foi um sonho!

18 de Julho de 2008
Meu primeiro dia sozinho depois de anos... Eu não gosto disso, toda vez que eu vejo uma sombra ou um pequeno vulto, eu surto, eu não sei o que essa coisa é, mas eu sei que eu não quero ver ela de novo. Gastei a maioria do dia sentando no sofá. Não sei mais o que fazer comigo.

20 de Julho de 2008
Esses últimos dois dias foram terríveis. Eu vi a coisa de novo, e dessa vez ele se moveu... Puta que pariu ele se moveu, ele não se moveu como qualquer coisa que eu já vi na vida! Seu rosto... A porra do seu rosto! Ele não tinha! Eu desmaiei... Eu pensei que tinha mijado na cama quando vi aquilo. Charlotte não quer que eu fale disso. Ela não me ouve.

21 de Julho de 2008
Charlotte saiu hoje, disse que tinha que trabalhar, pois ninguém ia cobrir seu turno... Eu não quero ficar sozinho.

22 de Julho de 2008
Cheyenne acordou hoje. Ela parecia melhor, pelo menos uma coisa boa! Eu não a quero na casa, ele está aqui... Charlotte disse que ela deve vir para casa

23 de Julho de 2008
Eu acordei gritando, eu sonhei com aquela coisa... Ele estava tentando pegar Cheyenne, eu chorei feito um bebê por horas... Charlotte acha melhor eu tomar antidepressivos, eu não preciso de nada! Eu não sou louco! Eu não estou imaginando coisas! Eu não quero deixar aquela coisa pegar minha filha!

24 de Julho de 2008
Eu acordei hoje e não vi Cheyenne na cama conosco, eu corri procurando ela pela casa,  achei ela no banheiro com sangue saindo de sua cabeça, ela não parecia machucada, ela não disse uma palavra, nem um gemido... Oh meu deus o que está acontecendo!?

25 de Julho de 2008
Ele vive na floresta atrás de casa... Eu vi a coisa olhando para mim entre as árvores. Eu sei que está lá, eu o vejo toda hora que olho para a janela, ninguém acredita em mim... Ninguém entende!

26 de Julho de 2008
A coisa veio de novo na última noite mas eu não deixei ele pegar Cheyenne, eu bati  em sua maldita cara branca! O bastão quebrou e eu tentei apunhalá-lo com a ponta quebrada, não deu certo, ele não sangrou. Atingi sua cabeça, mas o corte secou, nada além do preto por baixo, sem sangue... Isto não é possível! Nos deixe sozinhos! Charlotte ainda não acredita, ESTÁ BEM ALI! COMO ELA NÃO CONSEGUE VER! ? Ela pensa que sou louco, pensa que estou ficando maluco...

28 de Julho de 2008
Ele a pegou! O filho da puta a pegou! Tentei impedir, mas não consegui, aquele filho da puta... Eu tenho que ir para a floresta... Não tenho escolha! Não vou deixar aquela coisa ter a minha filha!

Data irreconhecível (Escrita rabiscada)
Charlotte eu te amo... Vou pegar nossa filha, não vou deixar ele a levar! Ele sempre nos observou (ilegível)! Ele nos vê! (ilegível) para sempre!





Traduzido por: Marcelo Brandão [com adaptações minhas]

25 novembro 2013

Slender: The Arrival - Personagens

AVISO: O conteúdo abaixo possui grande quantia de spoiler, ou seja, estará apresentando informações e um grande número de conteúdo sobre o jogo Slender: The Arrival. Tenha em mente que isso possa acabar com quaisquer surpresas durante sua jogatina. 

------




Personagens

Lauren Volvo



A protagonista do jogo e principal personagem jogável. Ela está de visita a Kate, que recentemente perdeu sua mãe e está vendendo sua casa, quando descobre que Kate foi atacada na noite anterior, e, posteriormente, se propõe a encontrá-la. Depois de investigar pistas e recolher provas dos eventos anteriores, ela finalmente chega a uma torre de rádio, onde seu destino é deixado sem solução. No modo Hardcore, ela acorda na floresta queimada, sã e salva.



Kate / The Chaser
(Kate / A Perseguidora)


Amiga de Lauren, é um antagonista com grande aparição no jogo, mas também a protagonista jogável no capítulo 4 e 6. A mãe de Kate morreu recentemente, e ela está pensando em vender a sua casa, e por isso que Lauren está vindo para visitar. Antes dos acontecimentos do jogo, ela estava tendo visões do Slender Man, algo que ela compartilhou com seu amigo CR. Na noite anterior (supostamente) durante os eventos do jogo, ela foi atacada em sua casa pelo homem magro, mas conseguiu escapar, como revelado no "Capítulo 4". Ela foi caçado pelo Slender Man, tornou-se insana, e foi posteriormente transformada em uma proxy. Ela foi "A Perseguidora" no Capítulo 3 que perseguiu Lauren e serviu como uma antagonista nesse capítulo. 
Muitos ao verem o trailer do jogo confundiram A Perseguidora com a creepypasta Jeff The Killer devido a uma pequena semelhança entre ambos e a falta de atenção por sua breve aparição no trailer.



CR


Seu nome completo nunca é revelado, já que seu e-mail é listado como desconhecido, e ele sempre assina suas cartas a Kate como "CR". O que se sabe é que ele foi amigo de Kate por algum tempo, já que os dois costumava ir explorar o bosque atrás da casa de Kate. Em algum momento, os dois testemunham uma aparição do Slender Man, e suas vidas começam a correr perigo. Mesmo que as memórias mais tarde foram reprimidas, ambos sofreram o que eles acreditavam ser alucinações e pesadelos. CR eventualmente se afasta a uma certa distância, mas se mantem em contato através de e-mails. Eventualmente, as lembranças daquela noite na floresta começam a ressurgir, e CR contata Kate para perguntar se as memórias voltaram para ela também.
Eventualmente, os dois decidem revisitar a floresta à noite, em busca do Slender Man mais uma vez. Descendo em paranoia e insanidade, CR começa a acreditar que ele trouxe Slender Man ao mundo para ser atormentado por ele. CR acredita que à medida que o trouxe, eles devem ser os únicos a acabar com ele, e pede Kate para ir com ele para a torre de rádio, onde ele acredita que se matando pode livrá-los do pesadelo interminável.



O cadáver de CR é encontrado queimado no final da torre de rádio, e com ele uma câmara de vídeo detalhando seus últimos momentos terríveis com Kate e Slender Man . Embora ele encontrou seu fim na torre de rádio, os detalhes de sua morte ainda são um mistério.



Charlie Matheson Jr.


Um menino desaparecido, que fugiu de seus pais. Implicava ter encontrado o Slender Man em uma "história de fundo". Com o lançamento do nível secreto, surgiram teorias onde alguns jogadores assumem que ele é o próprio Slender Man, embora haja poucas evidências. Outros dizem que ele é CR, mas, também há pouca evidência para apoiar isso.

A primeira menção de Charlie vem na forma de uma cartaz mencionando uma criança desaparecida. Mais tarde na Mina Kullman há uma nota que foi assinada pela criança. A carta mostra devaneios de um indivíduo perturbado que não aceita a sociedade e aqueles que vivem a compõem . Na carta Charlie mostra-se perturbado e irritado.



Slender Man
(Homem Esguio)


Slender Man pode aparecer primeiramente no "Prólogo", mas geralmente apenas uma ou duas vezes, e só fora da casa uma vez que o jogador entrou nela. Slender Man também vai aparecer nas próximas fases mais e mais freqüentemente, mas apenas fora das "zonas seguras", onde o jogador explora, descobre notas, e vai para o próximo objetivo.

Testemunhando Slender Man, ou estando em sua presença este irá produzir áudios distintos e pistas visuais na forma de distorções, estáticas, gritos e outros sons ou cores perturbadoras. Slender Man também pode começar a produzir tentáculos de suas costas. O aumento da exposição ao Slender Man pode proporcionar a aparição dele diretamente na frente do jogador, fazendo com que o personagem ao olhar de forma incontrolável em seu rosto em branco morra. Para evitar esse destino, é melhor evitar olhar para o Slender Man sempre que possível, seja correndo, virando-se ou recuando. Também se deve conservar a sua resistência não para a execução de entre os objetivos, mas, para escapar do Slender Man tão rapidamente quanto possível. Esquivar-se em torno dos cantos é um bom método para colocar distância entre você e ele. É possível fugir por uma curta distância, e esperar até que ele desapareça para continuar no caminho que estava indo.


Veja também: Slender: The Arrival - Capítulos / Fases / Slender: The Arrival - Easter Eggs

17 novembro 2013

Criatura Estranha É Flagrada Escalando Edifíco na Rússia

Você se lembra daquela estranha criatura semelhante ao Slender Man que aparecia escalando prédios? (Clique aqui e veja o post.) Estava por aí na net vendo uns pornôs e acabei encontrando algo relacionado a essa criatura no site Terrorama. O mais interessante de tudo isso, foi que la também se encontrava um vídeo mostrando essa criatura escalando os prédios. Dessa forma, resolvi trazer essas informações para o blog, junto do vídeo é claro.

Descrito como um bicho-pau gigante, a criatura foi filmada por um cinegrafista amador na Rússia e passou a circular pela rede. Alguns afirmam que o vídeo seja de 2010, no entanto, muitos dos vídeos relacionados a este não parecem ter sido postados a mais de um ano.



Há um artigo em russo retirado do site Луркоморье. O texto foi traduzido com o auxílio do Google Tradutor e algumas partes possuem erros:

O arquivo Station922.mkv é um vídeo com duração de 45 segundos. O Vídeo foi gravado com uma câmera de celular, que nos mostra a vista da janela de um edifício de vários andares, tarde da noite, iluminado apenas pela luz na entrada. Das janelas de um prédio vizinho surge um braço comprido, em seguida, o segundo.
Eles estão tateando a parede e atrás deles surge o "corpo" - uma pequena criatura semelhante a direitos madeira alongadas, mais 3 membros agarrados à janela. O operador diz em um sussurro, em russo: "Oh, Merda! Ela está descendo, está descendo". O ser é incrivelmente rápido e silenciosamente começa a descer nas janelas, puxando e puxando membros - apesar do fato de parecer ser difícil, elas crescem e encolhem, se alongam e crescem completamente: aos 0:32-0:34 até sete membros podem ser vistos. A criatura atinge o solo e encolhendo, crescendo como um Slenderman (nos quadros - 00:37-00:38 sua altura é de cerca de 2 metros). Ele congela por um segundo e, em seguida, o operador diz: "Foda-se, ele me viu!" Operador dá um passo para trás da janela e, em seguida, aparecerá na criatura tentáculo. Você ouve um curto suspiro, e o vídeo termina.
Após o fim, o sistema de vídeo é reinicializado. Depois de reiniciar, graves problemas começam a surgir: arquivos importantes do sistema param de funcionar, aumentando o seu tamanho, às vezes até centenas de megabytes. Nos arquivos da pasta de arquivos temporários aparecerm nomes aleatórios, pesando cerca de 20 MB. Alguns sistemas operacionais recusam-se a trabalhar em conjunto. A reinstalação elimina as conseqüências: sabemos de uma única exceção: A incapacidade de baixar e enviar o arquivo por qualquer meio, ele está sujeito a Constantes específicas de arquivos.
Este arquivo - um dos poucos vídeos específicos com a cena — Foi retirado de uma das áreas residenciais de Moscou. Depois de investigar os detalhes da filmagem concordaram em não divulgar publicamente.
A equipe de pesquisa descobriu que, durante quarenta anos na área, nove pessoas desapareceram. Os dois últimos incidentes realmente aconteceram na mesma noite, cerca de um mês antes do aparecimento deste vídeo.
Os Pesquisadores enviaram um relatório ao Estado. No dia seguinte, os militares fizeram uma busca no quarteirão. Testemunhas foram orientadas a não divulgar os detalhes da operação, no entanto, os militares aparentemente não encontraram absolutamente nada.
Quanto ao vídeo, os especialistas sugeriram que não se trata de um fraude, no entanto, devido ao fato de que o vídeo não pode ser analisado em quadros e ser verificado por meios técnicos modernos, não posso dizer nada. Vídeo tem uma qualidade extremamente baixa, a imagem é muito escura.
A própria fonte (phantom-26-station922) chamou de "Pinóquio". Aparentemente, mais tarde, outras duas pessoas viram a criatura em Moscou. Existem até fotos digitais vindas de um deles, publicadas por volta de novembro de 2010. Sendo que tem a mesma aparência do vídeo.


As fotos estão no outro post, mas deixarei elas disponíveis neste também. Veja abaixo:





Sem dúvidas este vídeo é muito suspeito, até mesmo porque é difícil de acreditar que seja verídico devido ao seu tipo físico. Mas assim como dito no outro post, suas deformidades se estabelecem por causa das diferentes proporções entre as dimensões.

04 novembro 2013

Slender Theory - Chernobyl

Mais uma teoria bolada por mim e que desta vez estará mais ligada à mutações e complicações nucleares e será escrita de uma forma diferente... Dica: após lerem tentem imaginar isto como se o próprio Slender Man (ainda humano) estivesse contando ou como se vocês estivessem vivendo o acontecimento. 


-----

Muitos partiam para o que hoje vemos como uma missão suicida, arduamente se imaginava que tal episódio ocorreria, ainda mais dessa forma...

Dia 26 de Abril de 1986, um confiante operador conhecido por ser amigável e adorado pelas crianças, muito bem vestido arriscava-se rumo à usina nuclear de Chernobyl, à usina Chernobyl-4 para ser mais exato, mas não haveria problemas, pois todos estariam comemorando algo, algo que talvez nunca descobriremos e a ocasião era certamente a melhor para estar com seu novo terno. Mas aquele dia não fora como os outros, pensamentos dos mais aterradores e inimagináveis vieram à tona e tornaram-se realidade... O inimaginável aconteceu...

Eram 1:22 a.m., algo parecia estar errado, muitos de seus colegas de trabalho corriam de forma desesperada verificando os setores e as máquinas de operações. Não dava pra entender, até que um dos operadores parou, sem respirar, lhe dizendo que há um problema com o reator. ..

1:23 a.m. Uma explosão toma conta do território e com seu vigor vai além do que se poderia ver. o desespero toma o controle mais uma vez, só que dessa vez é impossível dizer oque aconteceu de fato.

Ao acordar, não muito tempo depois do ocorrido, o operador já não se sente o mesmo e não entende a situação. Está tudo devastado, muitos estão correndo e outros já nem se quer estão mais entres os vivos. Mas como se já não bastasse, ele se vê alterado, desfigurado diante de seu físico ao qual estava acostumado. O pânico domina-o. Arrebatado com a situação e ainda não recuperado do episódio, o operador por algum motivo lembra-se das crianças. O que acontecera à elas? Ao sair da usina, vê-se no meio do caos, não imaginando que tudo poderia piorar as mudanças ainda parecem dominá-lo, mas ainda sim fica pasmo diante do que vê. Não só adultos como crianças também mortas. 

Um certo remorso toma conta de seus pensamentos. Mesmo não tendo culpa, ou tendo pois o acontecimento poderia ser resultado de sua incompetência com seu trabalho, ele não resiste e corre as floretas ficando cada vez mais diferente. Um rejeitado da sociedade...

Ao que parece o operador já não é mais o mesmo, seu físico por mais estranho que seja não se encaixa nos padrões da ciência. Ele não consegue chorar, não consegue gritar. O que está acontecendo?
A confusão desta vez é o que o consome. Já não sabe o que pensar ou como reagir. Parecia muito pálido, mas por que? Talvez houvesse sido queimado por causa do fogo, mas como não morreu. Percebeu também que não possuía mais rosto, mas como? Perguntas que provavelmente não teriam respostas. 
Um certo trauma estaria pesando em sua mente para sempre, não pode salvar as crianças...

Meses depois muitos já davam falta do amado operador de usina que amava as crianças e que fora dado como morto e tendo paradeiro desconhecido, e não muito tempo depois crianças de diferentes lugares passaram a sumir sem deixar rastros. Tais desaparecimentos foram relacionados à aparições de um sujeito que não identificado, mas foi nomeado como "The Operator"...


---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Análise:
  • O acidente nuclear de Chernobyl ocorreu no dia 26 de Abril de 1986 à 1:23:58 a.m. quando o 4º reator da usina de Chernobyl (Chernobyl-4) sofreu uma explosão.
  • A relação entre o personagem ser um operador e receber o nome de "The Operator" se dá ao fato de que Slender Man possui este nome na série do youtube Marble Hornets.